Latest Posts

Sorry, no posts matched your criteria.

Stay in Touch With Us

Odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore.

Email
[email protected]

Phone
+32 458 623 874

Addresse
302 2nd St
Brooklyn, NY 11215, USA
40.674386 – 73.984783

Follow us on social

“Quem não se posiciona contra, está a favor”: Atriz Samantha Schmütz desce de táxi após motorista confessar ataque homofóbico

A atriz Samantha Schmütz, de programas como “Carcereiros” e “Vai Que Cola”, estava fazendo uma viagem de táxi quando foi surpreendida com um relato homofóbico vindo do motorista.

O homem, que não foi identificado, estava relatando que agrediu um casal gay porque os viu se beijando em público. Revoltada com a situação Samantha começou a filmar a conversa, nas imagens é possível ver apenas o rosto dela e ouvir as falas do motorista. “Tomar uma atitude enérgica, entendeu? Aí eu tomei e minha mulher ficou apavorada”, afirmou ele. A atriz em seguida questionou o que ele havia feito. “Eu dei uma coça nos dois”, respondeu sem hesitar. “Você bateu nos dois caras porque eles estavam se beijando? O que é isso, moço?!”, ela questionou.

+ Ferrugem conta que era um “boy lixo” e muito pegador antes de casar

Ele continuou o relato sem perceber a indignação de Samantha. “Dei uma coça. Não tinha lei, ainda, não tinha essa liberação total. Eles desrespeitaram todo mundo. Não tem nada a ver: um montão de casal hetero, ‘normal’, ninguém se beijando e por que os dois ficaram se agarrando ali? Não tinha por que fazer aquilo ali. Hoje as cabeças estão diferentes. Aí dei uma coça nos dois”, contou o motorista com indiferença.

Após escutar esses relatos a atriz decidiu descer do carro, e logo após gravou mais alguns stories sobre o acontecido. “Mano, na boa, eu desci do táxi! Ele falou: ‘você está descendo por causa dessa minha história?’. Eu falei: ‘sim, estou descendo por causa dessa sua história! Por favor, pare o carro que não tenho como ficar aqui’”, afirmou. Samantha disse que ficou “apavorada com a falta de noção das pessoas com o espaço do outro”, dizendo que esse posicionamento do motorista de táxi está presente em todas as áreas. “Por isso que a gente tem que lutar pela educação, porque sem educação as pessoas não têm como respeitar o limite do outro. Até onde vai o seu limite! Pelo amor de Deus, o que está acontecendo?!”, questionou ela.

A atriz ainda levantou um questionamento refletindo sobre o motorista: “Pois bem, e aí eu te pergunto, e se esse cara que bateu no casal gay estivesse armado, como querem liberar agora as armas? ‘Em um momento de cegueira, eu bati no cara!’. E se ele dá um tiro e mata?! E se ele não sabe atirar direito e você que está do lado, que não tem nada a ver com isso, não está beijando ninguém, toma um tiro?!”. E por fim concluiu: “Bom, é isso. Fica aqui registrada a minha indignação. O cara sentiu no bolso, porque eu desci do táxi. Quem não se posiciona contra, está a favor!”. Os vídeos com os relatos estão disponíveis no Instagram de Samantha, para conferir é só clicar aqui.

You don't have permission to register